Azerbaijão e Armênia assinam acordo para encerrar conflito na fronteira

Acordo teve mediação da Rússia, que vai enviar 2 mil soldados à região de Nagorno-Karabakh. População comemorou no Azerbaijão e protestou na Armênia.

Por Harlis Barbosa 10/11/2020 - 10:07 hs
Foto: Imagens extraídas da internet
Azerbaijão e Armênia assinam acordo para encerrar conflito na fronteira
Montagem hbsportnews

Por France Presse

Força de paz da Rússia perto da fronteira com a Armênia após acordo para acabar com o conflito militar entre o Azerbaijão e forças armênias na região de Nagorno Karabakh — Foto: Francesco Brembati/Reuters

Armênia Azerbaijão assinaram um acordo, com a mediação da Rússia, para acabar com semanas de violentos combates pelo controle da região de Nagorno-Karabakh, na fronteira dos dois países.

A população comemorou no Azerbaijão e protestou na Armênia após a assinatura do acordo, que entrou em vigor às 18h (horário de Brasília) de segunda-feira (9).

O documento foi assinado pelo presidente azerbaijano, Ilham Aliyev, o primeiro-ministro armênio, Nikol Pashinyan, e o presidente russo, Vladimir Putin.

 

A região vive desde setembro os combates mais violentos em quase três décadas. Separatistas armênios lutam contra o exército azerbaijano, que teve uma série de vitórias recentemente na luta para recuperar a região.

A Rússia vai enviar quase 2 mil soldados para garantir o cumprimento do acordo. Putin disse que cada parte vai manter as posições que ocupam atualmente, o que valida os territórios recuperados pelo Azerbaijão.

O anúncio provocou manifestações de alegria no Azerbaijão e protestos na Armênia, onde vários manifestantes invadiram durante a noite as sedes do governo e do Parlamento.