Programa Luz para Todos atende mais de 21 mil famílias com ligações de energia elétrica

Por Harlis Barbosa 17/07/2019 - 08:26 hs

Programa Luz para Todos atende mais de 21 mil famílias com ligações de energia elétrica
Montagem hbsportnews

A  Associação Mato-grossense dos Municípios integra o Comitê Gestor do Programa Luz para Todos. A parceria entre a AMM, Eletronorte, Energisa e ANEEL vai viabilizar, até dezembro deste ano, 7.602 ligações de energia elétrica,  em mais de 60 municípios.

O objetivo é  atender localidades rurais, onde a energia  ainda é gerada a diesel. A maioria dos municípios atendidos se encontra nas regiões Norte e Noroeste de Mato Grosso. Os recursos paras as obras são liberados pelo  Governo Federal, por meio do  Ministério de Minas e Energia. 

O município de  Colniza é um dos contemplados com o programa. O prefeito Celso Leite Garcia já assinou a antecipação para os repasses dos recursos. Com a liberação de um fundo, a concessionária Energisa executará diversas obras no município. Entre as obras está a linha de transmissão 138 KV, entre Colniza e Aripuanã, além disso será construída uma nova subestação em Colniza, para interligação no sistema nacional. 

A Rede de Distribuição Rural já está em execução até  o distrito de Guariba. Já foram iniciadas as obras no assentamento Capa Mansa, atendendo dez escolas nas comunidades de Vale da Salvação e Vila Rural Maguila, através do Programa Luz Para Todos. 

As obras de infraestrutura no município foram orçadas em R$ 58 milhões. Os recursos serão investidos na linha de transmissão 138 KV e na sub estação para interligação ao  sistema nacional. O único município que não está ligado ao sistema SIN é Colniza. “As obras são de suma importância para a região, pois vão contribuir com a geração de emprego e o desenvolvimento da região”, garantiu o gestor.

O presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios, Neurilan Fraga, ressaltou que a instituição recebeu uma demanda, solicitando que o Programa Luz Para Todos contemple as áreas rurais. Ele frisou que para viabilizar o programa, foram realizadas diversas reuniões em Cuiabá, em Brasília e em Colniza. “O trabalho da AMM está presente em todos os municípios, nos distritos, vilas rurais, assentamentos e aldeias indígenas, beneficiando a população rural”, assinalou. 

Fraga é um dos membros do Comitê Gestor e defende a universalização da energia elétrica nos municípios. Na sua avaliação, a carência de energia elétrica ainda é grande em Mato Grosso que tem parcela significativa de sua economia baseada em atividades desenvolvidas nas áreas rurais. 

“Recebemos demandas dos prefeitos e encaminhamos a equipe técnica aos municípios para orientar os produtores nos assentamentos sobre o funcionamento do Luz  para Todos e as vias de acesso ao programa”, disse ele.