ALTO LÁ, ARIPUANÃ! Diz Mauro Mendes mantendo fechamento de presídio

Por Harlis Barbosa 08/05/2019 - 08:53 hs

ALTO LÁ, ARIPUANÃ! Diz Mauro Mendes mantendo fechamento de presídio
Montagem hbsportnews

 

Mauro Mendes não recuou. O Centro de Detenção Provisória (CDP) de Aripuanãestá com as horas contadas para ser desativado, desocupado e sua população carcerária transferida para as comarcas de Juína e Colniza A decisão é do governador democrata Mauro Mendes e foi repetida na tarde desta segunda-feira, 6, numa audiência ampliada por ele concedida ao prefeito daquele município, Jonas Canarinho (PR) e outras autoridades, incluindo o deputado estadual João Batista (PROS). O secretário de Segurança Pública, Alexandre Bustamante, participou da audiência.

Os 22 mil habitantes de Aripuanã estão assustados desde o dia 25 de abril, quando tomaram conhecimento do fechamento do CDP por decisão de Mauro Mendes. Tentando evitar o pior, Canarinho veio a Cuiabá e o governador o recebeu no Palácio Paiaguás. A argumentação do prefeito e dos demais participantes não levou o anfitrião a rever seu posicionamento: o fechamento está mantido. Porém, politicamente, Mauro Mendes disse que estudaria o caso, levando em conta a condição geográfica do município, mas mesmo assim insistiu na tese da quebradeira do Estado, o que inviabiliza o funcionamento do CDP. Aripuanã tem 25 mil km² e se situa na Amazônia Mato-grossense, na calha do rio que lhe empresta o nome. Atualmente a cidade vive o que se chama febre do ouro, com a descoberta de garimpo e uma intensa atividade mineral do Grupo Votorantim.

Canarinho foi ao governador à frente de uma delegação de seu município formada pelos vereadores Nego do Lontra (PP), Ceará (PDT) e Audison Lima (PSB), e de representantes da OAB local. A esse grupo juntou-se o deputado João Batista, representantes da Seccional da OAB e dos sindicatos dos Agentes Prisionais (Sindspen) e dos Investigadores de Polícia (Sinpol).

Canarinho disse que tem esperança na reversão da decisão, mas que não há nada certo quanto a ela.

A notícia sobre o fechamento de 10 presídios em pequenas e médias cidades foi postada por boamidia em 17 de abril, com exclusividade. Na mesma data a Secretaria de Segurança Pública a classificou como boato.

ABAFA – A mesma fonte que revelou o fato ao site em abril, disse hoje, que por orientação de Mauro Mendes, a Secretaria de Comunicação (Secom) teria providenciado um verdadeiro abafa junto aos sites e outros veículos de Comunicação, para evitar pressão sobre o fechamento, que será feito na base do conta-gotas. Coincidentemente ou não, a Imprensa faz silêncio sepulcral sobre o  caso.