Casal é levado para delegacia em MT com relógios e joias furtados de loja do ex-jogador Ronaldinho Gaúcho

Foram detidos Altair Moreira da Silva, de 31 anos, e a mulher dele, Solanara Angélica Pereira Gomes, de 29 anos. Cerca de 120 relógios foram recuperados com o casal.

Por Harlis Barbosa 16/01/2019 - 19:41 hs
Foto: Imagens extraídas da internet
Casal é levado para delegacia em MT com relógios e joias furtados de loja do ex-jogador Ronaldinho Gaúcho
Montagem hbsportnews

Por Brígida Mota, TV Centro América

 

Um casal foi detido em Cuiabá, na madrugada desta quarta-feira (16), com relógios e joias furtados de uma loja do ex-jogador Ronaldinho Gaúcho, que fica em São Paulo. De acordo com a Polícia Militar, foram detidos Altair Moreira da Silva, de 31 anos, e a mulher dele, Solanara Angélica Pereira Gomes, de 29 anos.

Ao G1, Altair alegou que era sócio da empresa e que um desacordo comercial fez com que ele deixasse o grupo em dezembro de 2018.

Os produtos teriam sido levados por ele para reparar o dano com o fim da sociedade, uma vez que a empresa, segundo ele, não havia cumprido o acordo.

De acordo com a Polícia Militar, Altair era prestador de serviços da empresa do ex-jogador e teria cometido os furtos. Um boletim de ocorrência foi registrado em São Paulo no dia 2 de janeiro.

Os crimes teriam ocorrido em dezembro do ano passado e janeiro de 2019. Ao todo, o prejuízo estimado é de R$ 300 mil.

A polícia conseguiu recuperar 120 relógios de diferentes marcas, computadores e mais de 200 jóias.

 

Os objetos foram localizados quando um homem tentava revendê-los em Várzea Grande, na região metropolitana de Cuiabá.

Ao ser abordado, ele informou que os produtos haviam sido repassados pelo casal.

Segundo a polícia, Altair tem passagens criminais por estelionato. Ele e a mulher foram ouvidos por um delegado e liberados em seguida. O suposto crime deve ser investigado pela Polícia Civil.