SEMA equipe do Comitê do Fogo realiza Audiência Pública em Colniza

SEMA equipe do Comitê do Fogo realiza Audiência Pública em Colniza

Por Harlis Barbosa 05/07/2018 - 14:35 hs
Foto: Ulysses Barbosa/ hb canon t5 2018
SEMA equipe do Comitê do Fogo realiza Audiência Pública em Colniza
Montagem hbsportnews

 

A Secretaria Estadual de Meio Ambiente (SEMA) através do Batalhão de Emergências Especiais (BEA) estão em Colniza realizando Audiência Pública entre outros trabalhos de vital importância para a manutenção das reservas sem queimadas principalmente.

O BEA é uma unidade operacional do Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso que tem como missão prevenir, controlar e combater os incêndios florestais em todo o Estado. Foi criado em 2010, mas iniciou suas atividades somente em 2013, quando atuou com todos os seus meios materiais oriundos parcialmente do Fundo Amazônia, totalizando cerca de R$ 16 milhões em investimentos.

Semanalmente o batalhão gera um boletim informativo, que deve ser aprimorado nos próximos dias, com intuito de fornecer informações sobre focos de calor e atividades como quantificação, distribuição, brigadas municipais mista, bases descentralizadas e outros exercícios desenvolvidos pela unidade.

 

O tenente coronel do BM Paulo André Barroso que em outras oportunidades já esteve em Colniza, agora retorna para através de esta audiência mostrar que Colniza vem sucessivamente crescendo ou mantendo indicies de altos de focos de queimadas e desmatamento, que esta região que cresce como principal produtora de Café, por exemplo, poderá ter entre outros os seus produtos segregados em relação aos produzidos em áreas que não tenha este tipo reincidência, pois esta nova regra de mercado tem sido crescente no mundo principalmente na cultura cafeeira, onde seus maiores consumidores são tradicionalmente pessoas preocupadas com o Meio Ambiente.

Várias pessoas participaram desta audiência, Madeireiros, funcionários públicos, sitiantes e autoridades como Ministério Público, Polícia Militar, Vereadores, e outros interessados. 

O tenente quis saber o porquê da desativação da recém criada brigada do fogo em Colniza e ouviu que esta onerou os cofres da prefeitura e que seria preciso uma parceria para manter funcionando esta que seria de grande utilidade no município, segundo a Secretária de Meio Ambiente Maristela Sanches existe a intenção de o mais breve possível voltar a funcionar a Brigada do Fogo em Colniza, pois as pessoas fizeram cursos e estão aptas a desenvolver este trabalho no município, a cidade tem quase 80% de suas residências de madeira além de ser rodeada por sítios e chácaras e quase sempre acidentes domésticos com fogo é registrado pela Polícia Militar.