Câmara de vereadores de Colniza

Por Harlis Barbosa 28/01/2017 - 20:17 hs

Quando você pensar numa câmara que já viveu tudo que existe em uma casa de leis imagine à de Colniza, esta, já viveu experiências que talvez as mais antigas do Brasil ainda não tenham vivido.

E seus personagens é obvio que ficaram na história de forma positiva ou não, houve um tempo em que os representantes do povo ficaram inertes enquanto a cidade tinha sua imagem arranhada, houve um tempo que incapacitados pela falta de critério na hora da escolha à impôs pela baixa escolaridade a submissão, houve um tempo em que se dividiu entre os que não se renderam ao executivo e os que o fizeram.

Houve um tempo que esta própria cassou um vereador por falta de decoro e depois o retornou, para logo depois cassar um outro por improbidade e empossou um outro que de suplente virou presidente.

Houve um tempo que esta casa de leis urgiu como um leão mostrou sua força e cassou um prefeito, que teve legisladores competentes e aguerridos fiscalizadores na essência, houve um tempo que os representantes do povo foram coagidos pressionados com sessões lotadas, de pessoas do lado de fora juntamente com as maquinas da secretaria de obras e da empreiteira.

Houve um tempo que esta sonhou alto deu asas à imaginação e projetou um palácio legislativo em Colniza, mas o tempo passou e em um mandato não conseguiu inaugurar este audacioso sonho... Mas que teve realizado quase que sua totalidade.

E existe o agora que carrega uma interrogação do tamanho de uma idosa castanheira, o que teremos para agora???

A melhor formação que o povo já elegeu, os mais capacitados apesar da inexperiência, aquela que irá defender o lógico, aquilo que for reto, ou aquela que irá sob qualquer pretexto se transformar em adversária do executivo?

Pela minha experiência política acredito que o povo foi mais seletivo desta vez, sinto algo intuitivo que me faz crer que teremos grandes legisladores, fiscalizadores, para que não precisem julgar.