Parte dos acervos de paleontologia e arqueologia podem ser resgatados do Museu Nacional, diz diretor adjunto

Wagner William Martins afirmou que há dois planos em execução: um de reconstrução e outro emergencial, para evitar que os danos não sejam ainda maiores.

Por Harlis Barbosa 10/09/2018 - 16:07 hs

Parte dos acervos de paleontologia e arqueologia podem ser resgatados do Museu Nacional, diz diretor adjunto
imagem web

Por Bruno Albernaz, G1 Rio

 

O diretor adjunto administrativo do Museu Nacional, Wagner William Martins, revelou na manhã desta segunda-feira (10), que parte do acervo de paleontologia e arqueologia foi visto em condições de serem resgatados. O museu pegou fogo no dia 2 de setembro.

“O acervo de Paleontologia e acervo de arqueologia, temos informações de que ja foram vistos em alguns armários, que para acessá-los precisa ser feito uma limpeza, retirar o entulho de cima, mas já foram vistos em condições de serem resgatados”, revelou o diretor administrativo do Museu Nacional.

Ele afirmou ainda que, no momento, há dois planos para serem executados no local. “Temos dois planos: um plano emergencial para garantir que não haja maiores danos tanto ao acervo, quanto às estruturas do prédio; e o plano de reconstrução, que é uma etapa que ainda vai entrar em planejamento.”, explicou Wagner.

O diretor informou ao jornalistas que a empresa que vai colocar os tapumes já foi contratada e o trabalho deve começar ainda nesta segunda (10).

“A função dos tapumes é proteger o entorno do museu e o acesso. É garantir que não tenha acesso à área pessoas não autorizadas ou indevidas. Sobre a reconstrução, temos várias equipes que ainda estão a caminho para montar esse plano de reestruturação. Esse plano ainda vai ser construído. O que estamos focando nesse momento é a questão emergencial. São as garantias do início do trabalho de recuperação do acervo", explicou.